Projeto/Equipe

FABIO LOBANOWSKY

FABIO LOBANOWSKY

Montador Para Cinema e TV, começa na produção eletrônica como assistente de direção e direção para comerciais. Realizando “making of” para produções de cinema e publicidade, tem um contato mais direto com o meio audiovisual e a sua linguagem, participando, documentando e editando tudo o que acontece num set de produção. Isso foi entre 93 e 96. Ainda neste período se especializa em pós-produção assistindo e acompanhando o trabalho do Júlio Spier para inúmeros institucionais empresariais e comerciais. Em 98 começa como editor free lancer para RBSTV. Monta o primeiro curta “Club”1999 e logo o “Sargento Garcia”, 2000, que participa na mostra competitiva nacional do festival de Gramado e outros festivais internacionais. Em 2001, junto com o Giba Assis Brasil, ganha o prêmio de Montagem no 33º Festival de Cinema de Brasília como o curta dirigido por Jorge Furtado, “ O Sanduíche” . Na RBSTV colabora com o Núcleo de Programas Especiais, trabalhando na montagem de séries de teledramaturgia e documentários. Recebe o Prêmio Assembléia Legislativa no 35º festival de Gramado pela Montagem de “A Peste da Janice”, 2007 e em 2008 ganha novamente este prêmio pelo Filme “Um dia como hoje” de Eduardo Wanmacher no 36º Festifval de Gramado. Monta o Longa “Cerro do Jarau” de Beto Souza em 2005 colaborando com a montagem de dois outros títulos do mesmo Diretor, “Clô, Dias e Noites” e o “Enquanto a Noite não Chega” que teve a sua captação em High Resolution, Red One 4K. Atende ao laboratório de realização audiovisual do Teccine na Famecos, PUCRS desde 2005, cuidando do fluxograma de trabalho dos filmes dos alunos como Supervisor de Pós-Produção dando atenção técnica aos processos de edição e finalização em, DVCAM, DVCPROHD, 16mm e 35mm.